terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Oi?


Sou uma menina, que basta dizerem-me uma vez algo que não saiba, para que a tal determinada informação, fique logo na retina. Para que depois, não tenham que voltar a repetir.
Já tenho a alguns anos um piercing na língua. E, na primeira vez que fui ao dentista fazer a limpeza, após ter o piercing, o dentista, muito gentil com aqueles olhos azuis que me deixam azul (risos), explicou-me que tenho que retirar o dito, para não fazer interferência e coisa e tal durante o tratamento com os aparelhos que tem que usar. Okay, encaixei a informação. Tanto assim é, que retiro sempre antes de entrar no gabinete o bendito piercing. Tudo certo.
Na sexta-feira (27-01-2012), fui fazer a limpeza, mas quando chego à recepção, a assistente vem ter comigo para avisar-me que o meu médico teve um contratempo. Segundo ela, teve que se ausentar por alguns dias, mas que podia estar descansada que o que veio substitui-lo, é excelente (ia dizer o contrário?). Depois, assim num ápice, passa-me a bola para o meu lado. Ou seja, eu decidia ali na hora se ficava e fazia o tratamento, ou marcava para outra altura. Meio a torcer o nariz lhe disse, que essa informação devia ter-me sido dada antes de cá chegar, e não agora que já lá estava. Ia decidir o quê ali assim às três pancadas, depois de perder tempo e a viagem? Disse-lhe que ficava obviamente. Mas deixei bem patente, que não tinha gostado nada, nada da atitude deles. Isso foi explícito tanto na minha expressão facial (imagino), assim como o que lhe disse para vincar o meu desagrado. Há mínimos, enfim.
Entro lá dentro, o médico apresenta-se, muito simpático (aí o meu médico), mas só, verdade se diga. Contudo, o que me importava efectivamente, era que fosse um bom profissional, vá (risos). Assim que me acomodo na bela da cadeira, junto daqueles aparatos todos, assim como aquela luz imensa que nos encadeia os olhos que, verdade se diga, detesto! Nem cheguei a aquecer o desgraçado lugar. O homem teve que sair, pois recebeu um telefonema (supostamente), urgente. Estava branco quando passou a voar por nós entre lamurias e outros balbuciados quaisquer. É que pouco ou nada entendi, verdade seja dita. Segundo a assistente, tinha sido um telefonema pessoal. Conclusão, foi pior emenda que o soneto, pois saí de lá aos papéis. Só pensei para o meu decote "Essência, mas és só tu que atrais gente doida e situações surreais?! Não posso crer, caramba!" -  Mas no entanto, marquei para segunda-feira, que opção tinha? Oh céus!...
Segunda-feira (30-01-2012), lá fui eu novamente. Mas além de não estar o meu médico novamente (lindo de morrer e para mal dos meus pecados), eis que oiço isto do substituto.

Depois das desculpas e tudo mais, sento-me. Após uns quantos minutos de boca aberta...

Médico - Estou a ver bem?
Eu- (Já a pensar que tinha algo grave na boca, ou nos dentes. Eu, que tenho todos os cuidados e mais alguns com a minha boca/dentes), Meio aflita para conseguir falar e ser compreendida por todas as razões existentes, lá consigo que saía - passa-se alguma coisa?! - (Só pensava "raios parta ao homem", devia era ter marcado a maldita consulta para outra altura, livra...! Mas é só malucos na rifa?!)
Médico - Tem um rasgo na língua. Um ligeiro buraquinho. (Ar bastante admirado, como se tivesse descoberto a cura para a sida)
Eu - (Já a perder a paciência. Ainda por mais depois dos últimos acontecimentos), Sim, porque uso piercing. Tirei somente agora. Aliás, tiro sempre quando venho aqui. (Pensando eu, que estava a dizer uma grande coisa, ou na melhor das hipóteses, o correcto. Além do que correspondia à verdade do meu acto, claro!)
Médico - (Ar de mete-nojo),Tirou porquê?! Não era necessário. A sua língua fica atrás e não interfere com o tratamento.
Eu - (!!) Pois, mas o outro médico, disse-me exactamente o oposto! Fazia bastante interferência com essas coisas que vocês espetam-nos pela a boca a dentro. (Cara de parva que estava, só podia)
Médico - (Muito descontraído), Nada disso! Isso era antigamente! Hoje em dia, os recursos são outros.
Eu - (Atordoada), Mas já fez uma limpeza a alguém que tenha estado com um piercing na língua?!
Médico - (Atarantado), Bom, por acaso ainda não aconteceu. 
Eu - Pois, sendo assim, acho que fico na mesma. Mas mesmo assim, prefiro continuar a retirar o piercing quando aqui venho. Não me leve a mal (!!)... (bem dito, bem certo! Devia era ter estado quietinha. Não há hipótese! Isto quando estamos habituados a uma pessoa, postura e afins (campo profissional, atenção), ficamos logo à nora, quando o padrão é alterado)
Médico - (Novamente, ar de nove horas), Ora essa, a senhora é que sabe! Nós os médicos, estamos aqui para esclarecer as dúvidas dos utentes e servi-los.

Mas, o que me escapou aqui?

24 comentários:

  1. Diferentes opiniões sobre o mesmo piercing. :D

    ResponderEliminar
  2. A mim nada me escapou...
    Imagino a cara do medico... já estou a ver o filme em acção!!!!

    Lindo.
    Bjstos
    Bom dia.

    ResponderEliminar
  3. ahahaahahahahah oh pa, realmente!!!

    ResponderEliminar
  4. É por essas e por outras que dentistas só quando sou agarrada e levada à força.

    É que naquela cadeira escapa-me tudo menos o medo.

    :)

    Beijo

    ResponderEliminar
  5. Pelo sim pelo não, para a próximas marcas para o teu médico lindo, aliás competentissimo :)

    (já agora, a menina não confia no seu coração??)
    Bj**

    ResponderEliminar
  6. faculdades diferentes livros diferentes professores diferentes pessoas diferentes, enfim bíblias diferentes juramente de Hipócrates igual, estranho
    KIS:=)

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito de partilhares comigo o "teu segredo". Sim, já perdi a vergonha, é algo meu, só meu e que no teu caso passou de geração em geração :)

    Quanto à experiência que aqui falas: é estranha, no mínimo!

    ResponderEliminar
  8. Gostei muito de partilhares comigo o "teu segredo". Sim, já perdi a vergonha, é algo meu, só meu e que no teu caso passou de geração em geração :)

    Quanto à experiência que aqui falas: é estranha, no mínimo!

    ResponderEliminar
  9. Ai que horror!!!!!!!! Estamos tramadas com esta gente!!! O problema do meu é que se atrasa que é uma loucura! Na semana passada, contando com isso, cheguei propositadamente atrasada 20 minutos. E não é o deixei à minha espera?
    Beijinhos,
    Madalena

    ResponderEliminar
  10. LOL pois isto cada um com a sua, e nós os pacientes acabamos por ficar confusos sem saber em quem acreditar...Mas pelo sim pelo não vai pelo teu médico que ele é que te tem seguido (e ainda por cima é giro =P)

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  11. Só não percebi este pedaço... "...e coisa e tal durante o tratamento..."?! :D

    beijo
    Sutra

    ResponderEliminar
  12. Desconfio que se levasses o piercing ele ainda to arrancava julgando ser um dente a nascer na língua!

    ResponderEliminar
  13. É com cada um... Para a próxima marcas só com o teu e se ele não estiver disponível, mais vale esperar que volte a estar do que depois apanhar com estes profissionais estranhos...

    ResponderEliminar
  14. A Avogi disse e bem! É o que acontece com os médicos que apanho! :)

    ResponderEliminar
  15. Eu acho que é caso para dizer "Só a ti Essência"

    ResponderEliminar
  16. isto há cada um... loll mas o que eu me diverti a ler o post ;)

    ResponderEliminar
  17. O meu é um pão. Tem uns olhos azuis lindos de viver!
    Quanto a este médico, corta.
    Esperas pelo teu.


    :)

    ResponderEliminar
  18. A mim ía-me escapando, mas consegui agarrar: esse não bate bem da pinha! Ou é ou não é!
    Em que ficamos então? Já te foste informar melhor? Será verdade que interfere?
    Enfim...olha o dos olhos azuis deve ser bem melhor medico do que esse, ao menos só tem uma opinião!!!!

    ResponderEliminar
  19. Palavra,

    Risos... seremos burras? ;)

    S*,

    Penso que aqui é um pouco mais além do piercing em si. ;)

    abspinola,

    Oi? (Risos)

    Conta-me esse filme. :P

    Niki,

    :D

    NI,

    Não tenhas medo. Nos dias que correm, há métodos para amenizar a dor e, em consequência, o medo. Vá. ;)

    Tanita,

    Sim, de facto é o melhor! :D

    Sim, por vezes não confio nas sensações que tenho, não no meu coração. Não confio nas pessoas, assim como situações que me aparecem pela frente. Sim, tenho momentos assim.

    Palco,

    :P

    Avogi,

    Entendo o que dizes mas para mim, é impensável apesar de tudo. Afinal, falamos de pessoas vulneráveis que estão ali, à mercê deles. :S

    Any,

    Foi um prazer partilhar. Recordei coisas boas. :D

    Miss Muder,

    Oh, oh! ;)

    M.,

    Quando toca a eles, não gostam! (Risos)

    Pretty,

    Sim, é isso mesmo! :)

    Sutra,

    Seja bem aparecido! ;)

    Sabes porque não entendes essa parte? Porque o português é deveras tramado! :P

    Enfant,

    Devo ser uma grande aberração para ter algo desse porte. :)

    Ardnaxela,

    Obrigada pela dica. :D

    Guida,

    Triste isso sim. ;)

    Vera,

    É não é? :)

    Cris,

    Ainda bem que a minha situação deu para rir. Ao menos isso. ;)

    desejo,

    Risos... nunca os médicos dentistas nunca foram tão desejados. Oh céus!

    Sónica,

    Sabes, tem lógica a explicação do meu médico. Afinal, estamos a falar de aparelhos que estão ligados a máquinas e tudo mais. Senão vejamos. Porque quando fazes uma operação, eles (médicos), pedem para tirar tudo o que seja metal? ;)

    Kiss, kiss

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...