segunda-feira, 11 de julho de 2011

Eu!


Hoje, particularmente hoje, apetece-me ser egoísta e olhar somente para o meu próprio umbigo. Apetece-me falar de mim na primeira pessoa.

- Gosto de figos. Quando como, chego ao ponto de ficar com os lábios gretados do leite que deitam, mas não me importo pois sabem-me pela vida!
- Amo o mar. Oh como o amo... sentir o cheiro da maresia assim como o som das ondas. Perco-me na sua imensidão. Perco-me no tempo, nos meus pensamentos que são mais que muitos quando procuro o seu aconchego. Amo...
- Música, sou um rouxinol rachado, mas feliz quando o som emprenha nos meus ouvidos. Não sei o que é o meu dia sem ouvir música. Melodia constante no meu dia-a-dia.
- Dança, dou 5 tostões para pôr o esqueleto em movimento. O meu corpo fica em sentido mal sente a vibração do som.
- Ler, vivo a leitura! Gosto de visualizar a história assim como os sítios mencionados. Gosto de sentir os cheiros. Gosto de sentir cada emoção transcrita. Gosto de sublinhar aquelas frases que para mim são chave. "Riscar" o livro, só assim faz sentido a leitura. E voltar ao livro numa segunda leitura e encontrar as frases riscadas, tem sempre uma perspectiva mais apurada da história.
- Gosto de usar o mesmo perfume. Às tantas, se torna o clone da nossa essência. Uma referência individual. Verão, Light Blue de Dolce&Gabbana. Inverno, Amor, Amor de Cacharel.
- Filmes de terror, amor e odio. (Risos): porém, fico em pulgas por ver. Enrolada na manta, só os olhinhos a dar a dar e lá a Essência absorve tudinho. Pipocas ou gomas têm que ser presença fulcral no cenário.
- Sonhar, perdi (de certa forma), vontade-gosto-fluidez para... estou mais realista. Se é bom ou é mau? Pois, não sei... só sei que é assim que estou! Quem sabe um dia volte a ter o acesso directo à utopia, quem sabe...
- Café, cheio! Já que o abatanado desisti de pedir. Era sempre um stress. Ou não sabiam o que era ou serviam mal o raio do café. Assim é café cheio e o assunto está arrumado!
- Gosto de conduzir! Gosto de sentir as mudanças. Pé de chumbo, oh céus! Gosto de cantar no carro. Aproveito o trânsito (pára/arranca), para pintar-me. (Temos que nos desenrascar) (Pensamento do macho: mulheres!) (Risos)
- Acreditar, deixei de acreditar piamente nas pessoas, nas coisas. Sou muito de porquês para tudo. Esmiúço tudo à minha volta. Desconfiada com tudo e todos, sim, mas nada nem ninguém se torna de maneira diferente só porque sim. Para tudo à um porquê e aqui não é excepção. Porém, também acredito que o que não nos mata fortalece-nos!
- Quando estou com sono é verem-me a enrolar os caracóis. Esteja onde estiver e se o João Pestana chegar não há hipotese, denuncio logo logo o meu estado de dorminhoca. Porém, dormir até que não sou de "perder" tempo. Porque acho que dormir apesar de fazer falta e outras teorias essenciais, mas o certo, na minha óptica, é que dormir é uma perda de tempo. Pois enquanto dormimos, os segundos, minutos da vida continuam a passar. (In)felizmente a vida não pára! E nós é que temos que correr para a apanhar senão ficamos na curva. E não é nada agradável ficar-se na curva...
- Não gosto de engomar! Lençóis e toalhões então, uma perda de tempo!
- Gosto de cozinhar! De inventar pratos (quando há tempo). Doces, também dou uns toques. Enfim, homem que casar comigo não passa fome! (Risos)
- Rituais, tenho alguns... nomeadamente, com os cabelos. Quando ponho máscara e fico x minutos com uma toalha enrolada nos cabelos. Ou depois do banho, é pôr os cremes todos à minha frente e é (praticamente), o mesmo seguimento de gestos. O chegar a casa e pôr-me logo à vontade. Andar descalça. Vestir umas calças de pijama e top ou calções. Amarrar logos os cabelos. De Inverno, o robe é uma presença assídua em mim.
- (Não parece, mas também as aparências enganam!): Sou prática, rápida e objectiva a arranjar-me! Porém, tenho todos os cuidados e preceitos que qualquer mulher que se preze e goste de se cuidar tem.
- Leio revistas/jornais de trás para a frente. Só assim "sabe" bem.
- Não gosto de caracóis. Só de imaginar fico com engulhos. Credo!
- Não gosto de enviar sms. Fosga-se, acho uma perda de tempo! Porque em segundos se diz o que em não sei quantos minutos se escreve. Enfim, sou eu! Já falar, gosto mas q.b. Isto porque às páginas tantas começo a ficar com a orelha a escaldar e nada de facto como contacto visual para efectivamente se dizer o que se pretende. Modernices, risos.
- Gosto de acessórios! Gosto! Nos faz sentir femininas. E é ganchos, anéis, pulseiras, colares e tudo e tudo que faz as delícias de uma mulher assim como eu, por exemplo.
- Pintar a fronha. Humm... eu particularmente é só um creme de rosto para hidratar. Rimel, lápis nos olhos e um gloss transparente para os lábios e mais nada!
- Pudim Boca-doce, lembra-me a Aldinha (minha avó). Quando como, viajo nas recordações. As saudades são mais que muitas, mas hoje sem dor.
- Gosto de penteados e mesmo tendo os cabelos compridos e encaracolados não fico intimidada para usar e abusar de alguns. Nomeadamente, rabo-de-cavalo, trança de lado ou duas trancinhas, côque (é ver a minha cabeça com mais de 50 ganchos transparentes). Tirar à noite é que são eles. Porque pôr nem se dá conta. É pôr e pôr até sentirmos o cabelo bem preso. Depois é que são elas... (risos)
- Praia, gosto, mas já não consigo estar mais do que 3 horas (vá, máximo), quieta, sossegadita, imóvel na toalha a torrar. Haja paciência, livra. Hora e meia depois e começo logo a arfar. Mesmo com livro ou MP3, naaaa... a velhice, livra! Não há hipotese!
- Gosto de coca-cola! Fresquinha, oh céus! Sabe-me pela vida.
- Comer, como, mas também passava bem sem, confesso. Sou esquisita com a comida. Não gosto de algumas coisas. Não gosto de misturar sabores no prato. Enfim, sou mesmo picuinhas. Mesmo que vá tudo para o mesmo lado (estômago), na boca tem que ser à vez, desculpem. É isso e comer e beber ao mesmo tempo, livra! Faz-me uma confusão ver a fazerem isso. É tudo misturado na boca, parece uma autêntica bola. Às tantas nem a própria pessoa sabe o que está a comer. Sentir o paladar individual do que se está a ingerir é tão bom. E eu não sou apreciadora de encher o pandulho, fará se fosse...
- Marmelada, adoro!! Lembra-me as tardes de brincadeira e o pão com marmelada preparado a voar para não se perder tempo. Sabe-me a traquinice quando hoje em dia como um pão com marmelada. Mesmo que hoje seja feito com a maior tranquilidade.
- Cheiros, gosto de sentir e ter a percepção exacta de cada ambiente que vou. (Isto mais em habitação particular). Pois cada pessoa em sua casa tem o seu cheiro. A sua particularidade e eu gosto de associar os cheiros às pessoas. (Um aparte): as músicas, também associo sítios e pessoas. É matemático!

Ops, e só agora me dei conta do testamento que fiz, e nem um terço escrevi, mas para já fico-me por aqui. Desculpem-me o meu egocentrismo, mas fugir do politicamente correcto também faz (ou deveria), fazer parte das opções.

25 comentários:

  1. Também faz parte das opções. Eu eu gostei desta tua opção, porque te fiquei a conhecer um pouco melhor. Talvez daqui a uns dias tenhas vontade de continuar.

    ResponderEliminar
  2. hummmmmm...Marmelada?!? Garanto que não é a minha mente... Vou só transcrever o que li!! LOOOOOL

    "- Marmelada, adoro!! Lembra-me as tardes de brincadeira..."
    " Sabe-me a traquinice quando hoje em dia como um pão com marmelada."
    "Mesmo que hoje seja feito com a maior tranquilidade."


    beijo
    Sutra
    P.S.: Confesso que com pão fica um pouco estranho... mas são gosto!!! Oh Céus!! :D

    ResponderEliminar
  3. Deves escrever mais de ti desta maneira. Eu gostei do que li. Fica-se a conhecer muito mais a pessoa.

    Beijinho***

    ResponderEliminar
  4. Estou contigo em muitas coisas, mas principalmente nessa dos figos (ai os figos!! A minha costela algarvia no auge!) e nas sms, que é coisinha para a qual também não tenho pachorra nenhuma.

    ResponderEliminar
  5. Gostei deste teu post, deu para te conhecer um pouco melhor. Partilho algumas coisas contigo, outras não.
    bj**

    ResponderEliminar
  6. Essência, não tenho tempo para ler este post, mas dei uma olhada.
    Mais logo, com calma, virei cá e faço os devidos comentários.
    Marmelada, hummm! Como eu gosstei do comentário do Sutra.
    Até logo.

    ResponderEliminar
  7. A pergunta a fazer é... PORQUÊ..!?!??! PORQUÊ!?!?!? PORQUÊ!?!?! ehehhehee....
    Se és tudo isto, e tudo isto te faz feliz...eu sorrio pela tua felicidade...beijo...

    ResponderEliminar
  8. belo post :)
    podes olhar para o teu próprio umbigo de vez em quando, em deixo :)

    ResponderEliminar
  9. Essência, quero mais textos assim. Entramos mais na tua pessoa. Revi-me em muitas coisas.

    ResponderEliminar
  10. Gostei muito. Foi num instante que se ficou a saber um pouquinho mais de ti! :D
    Venham mais momentos assim quando te der na real gana!

    BEijokas

    ResponderEliminar
  11. Falar de nós mesmos as vezes é esclarecedor para que vejamos e constatamos o que somos, fomos e iremos ser!
    Gostei bastante! Gostei de conhecê-la e de ver pontos em comum.
    Beijos.

    ResponderEliminar
  12. Um testamento não digo (a não ser que sejas muito rica e tenhas muito para deixar), mas isto é quase uma autobiografia eheheh.
    Que raio é um "abatanado"? Não gosto de café cheio. Estraga o café e quando tenho sede, peço um copo de água eheheh.
    Marmelada é óptimo. Daquela que se faz no banco do carro, ou num recanto escondido dos olhares curiosos. É mais "doce" do que a de marmelo eheheh.

    ResponderEliminar
  13. Gostei de ler este testamento. Tenho uma dica para o pessoal que não gosta de ler letras pequeninas. Façam CTRL + + para ir aumentando o tamanho da letra. Foi apenas uma dica para quem ainda não sabe. ;)

    ResponderEliminar
  14. olá! não vou comentar tudo o que li, mas lembrei-me dos Figos na casa dos mmeus falecidos avós, porque lá existia uma Figueira. Nunca gostei de Figos, mas sabia bem ver a minha Mãe a ir lá com a Mão, arrancar os figos e comê-los, tal e qual como vinham da árvore. Perguntei á minha Madrinha/tia o que tinha acontecido á Figueira e disse que secou, assim como o pessegueiro. sim, soube bem estar lá no Marco, uns dias. beijos

    ResponderEliminar
  15. Gostei de tudo. Nota-se versatilidade em ti.

    Beijos e abraços

    ResponderEliminar
  16. Parece-me que és muito e "pormenores", tal como eu. E adoro figos.

    ResponderEliminar
  17. Se retirares as partes de gostares de figos, de ler os jornais de trás para a frente e de conseguires estar 3 horas a "tostar" (porque eu nem uma hora consigo) tens uma "sósia" em termos de gostos, "manias" e afins. Chiça...até o perfume é o mesmo.

    :)

    Nota - E sou capaz de ser mais descrente que tu relativamente às pessoas. Mas isso é por ser mais velha pelo que as desilusões são em maior número

    ResponderEliminar
  18. è sempre bom saber mais sobre ti :)

    ResponderEliminar
  19. Olá querida!
    Convido-te a visitares o meu blog de venda de roupa em 2º mão.
    www.itsabeautifulmonday.blogspot.com

    Beijinho,Rita *

    ResponderEliminar
  20. Gosto de saber mais de ti, mas odeio figos.

    ResponderEliminar
  21. Não gostas de caracóis mas quando tens sono começas a enrolá-los. Incoerente, pá! ;)

    ResponderEliminar
  22. Obrigado eu pelos vossos comments! :)

    Beijo

    ResponderEliminar
  23. não saber do que se gosta, ou ficar demasiado indeciso em relação às várias hipóteses, pode ser sinal de depressão, do que, sinceramente, não me pareces sofrer ;)

    ResponderEliminar
  24. Adorei!!!
    Assim ficámos a conhecer-te um pouco mais, embora algumas (poucas) coisas a malta já sabia!
    Eu também adoro muitas coisas que escreveste. Saltou-me à vista a marmelada, e, por instantes pensei que irias colocar bolinha vermelha, mas não!!!!
    Olha um conselho: sonha sempre, porque sonhar é viver com objectivos, sejam eles utopia ou não...

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...