quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Seria nulo acrescentar algo...

Perante este link.


(Por tudo tinha que postar este link)

19 comentários:

  1. Meu Deus! como é que é possível??? felizmente esta história terminou bem, não passou de susto mas quantos casos idênticos n se repetirão um pouco por todo o país com outro fim?
    Lamentável...

    ResponderEliminar
  2. Não renasci ao ler o texto... Mas senti aquele arrepio frio nas costas... Até a respiração se foi durante breves instantes...

    ResponderEliminar
  3. Eu não sou mãe e as lágrimas cairam no meu rosto com a emoção ao ler este post.
    Vou roubar-te o título: "Seria nulo acrescentar algo..."

    ResponderEliminar
  4. Que susto de morte! Que aflição... :S

    bjs***

    ResponderEliminar
  5. Meu deus! Fiquei com o meu coração mais pequeno que um feijão. Pronto, já conseguiste fazer-me chorar. Bjs

    ResponderEliminar
  6. Ui, se eu sei o que é morrer assim.
    A mim parece que só falta sair o euromilhões.
    A minha foi das primeiras crianças a levar com uma baliza na cabeça.
    Depois, aos 13, resolveu fugir de duas "negas" e andámos um dia, das 8 às 21 a "morrer", até que alguém se lembrou de entregar à GNR uma miúda que estava havia mais de 2 horas sentada num muro.
    Quando nos acontecem estas coisas, pensamos que é sempre o pior que nos aconteceu, mas o pior está quase sempre para vir.

    ResponderEliminar
  7. Não sou pai mas as palavras sentidas daquele link não deixa ninguém indiferente!

    Beijos e abraços

    ResponderEliminar
  8. Se me acontecesse, ia às fuças a alguém, de certeza...

    ...sou o gajo mais pacato do mundo! Mesmo! Mas há coisas...

    :)

    ResponderEliminar
  9. E o meu coração ficou apertadinho como se coubesse numa noz...é angustiante para qualquer um, que fará quando é com os nossos, nem consigo imaginar!!!!

    Beijocas ;)

    ResponderEliminar
  10. Não dá para imaginar o desespero desse pai. Até fiquei nervosa de ler.

    Beijo

    ResponderEliminar
  11. Realmente um relato arrepiante...Consigo fazer uma ideia do que se sente, mas acredito que só mesmo os que já têm filhos conseguem compreender isto na totalidade...
    beijos***

    ResponderEliminar
  12. Eu já tinha ouvido esta situação comentada no café, mas não tinha percebido bem!

    E pensamos nós que os colégios xpto são mais atentos, uma ova é que são!
    Como é que uma criança entra numa carrinha e ninguém nota que não pertence ali?
    como é que ninguém lhe pergunta o nome?
    Habitualmente colégios tem fardas, será que ninguém notou nada de estranho?

    Isto é inadmissível, é algo que não devia acontecer.

    beijocas:)

    ResponderEliminar
  13. Provavelmente aquele pai paga um balúrdio para depois acontecer isto. Põe-se a questão de escolas privadas serem melhores (ou deveriam) por serem pagas do que as públicas, mas nestas situações se vê que não é bem assim que funciona.
    O que valeu àquele pai os euros largados se depois leva com um susto destes?

    ResponderEliminar
  14. Já tinha lido e realmente senti a dor dele... mesmo sem sequer imaginar o que isso possa ser.

    ResponderEliminar
  15. Felizmente é uma das historias que tem um final feliz =) mais houvessem como esta...

    ResponderEliminar
  16. É simplesmente horrível... Nem imagino :(

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...