quinta-feira, 30 de setembro de 2010

Inédito!!

Encontrei uma amiga no chat do FaceBook. No meio de tantas trincas e laricas, ela sai-se com esta história que vem já de seguida e que achei deliciosamente ridícula.

- Ela: Nem sabes o que aconteceu hoje pela manhã quando estava a ir trabalhar. Parei num café para tomar o pequeno-almoço e o raio do café estava a pinha (para variar) e estavam só duas raparigas ao balcão para atender mais de 10 pessoas.
Às tantas, não perguntes como, uma das raparigas estava estendida no chão desmaiada, a colega aflita a querer socorrê-la e os clientes em cima dela mais preocupados com os seus pedidos do que com a pessoa caída no chão.
- Eu: Não posso! E o que fizeste?! Ou melhor, o que foi que as pessoas fizeram?! Chamaram uma ambulância, ou levantaram a rapariga dali?
- Eu: Que nada! Foi preciso chegar um conhecido da colega da desmaiada que a levou dali, mas os clientes começaram a protestar a demora dos pedidos, assim como a ausência da funcionária. Surreal! Nunca tinha visto nada assim.
- Eu: Pois,  imagino (nem queria acreditar no que ela acabava de contar.).

Às tantas, após o relato, senti um misto de sensações e inevitavelmente questionei-me onde está o civismo e a preocupação com o próximo, sem falar no respeito. Inédito!! Uma pessoa desmaiada no chão, ninguém sabia a causa nem a gravidade da situação, e estavam mais preocupados com as próprias barrigas. Caramba, surreal!!

33 comentários:

  1. como é possível existirem seres humanos assim :(

    bj doce

    ResponderEliminar
  2. As pessoas preferem ficar a ver a desgraça alheia, do que ajudar.
    :(

    ResponderEliminar
  3. Eu li bem? Uma pessoa caiu em frente a tantas pessoas e elas estavam mais preocupadas em comer e irem às suas vidas do que auxiliar? Mas somos animais, máquinas ou o quê? Estou chocada! Bjs

    ResponderEliminar
  4. Era de manhã... estavam com fome! estou a brincar claro! ;) é realmente uma falta de respeito e de civismo incrível! beijocas

    ResponderEliminar
  5. Olá, realmente é surreal! Mas não houve uma alma que ficasse calada no meio de tanta parvoeira?!
    Beijinhos,Sofia

    ResponderEliminar
  6. Custa-me mesmo a acreditar. Se fosse uma sozinha que visse aquilo e ir-se embora, pronto ainda coiso, agora muitas num café e sem ligar pevas, naa, ainda para mais o Português né que não pode ver nada que junta-se tudo em roda para a cusquice.

    ResponderEliminar
  7. já nao ha gente como antigamente...acredita

    ResponderEliminar
  8. Para ser sincera, no que diz respeito à pessoas falsas e egoistas, já nada me surpreende. nada mesmo. Acho que já vi de tudo nesta vida. beijos***

    ResponderEliminar
  9. Essência, nem sei se ria ou se chore porque este texto dá para as 2 reacções. Vivemos em que mundo? Convivemos com que tipo de pessoas?

    Beijos e abraços

    ResponderEliminar
  10. não sei o que dizer... onde é que "nós" vamos parar?! uma vida por um café e um pastel?!?
    incrível
    bj da M. e do S.

    ResponderEliminar
  11. Surreal, mas cada vez mais comum nos dias de hoje. Infelizmente!!

    ResponderEliminar
  12. É mesmo ridículo.
    A tua amiga acabou por fazer o que os outros clientes fizeram, ou seja, nada.

    ResponderEliminar
  13. Se fosse um jogador de futebol, iam de imediato.

    ResponderEliminar
  14. Se fosse uma briga tudo parava. Se fosse alguém a despir tudo parava. Se fosse um acidente grave tudo parava. Tudo para ver. Como era alguém a precisar de ajuda e dá muito trabalho, siga em frente.

    ResponderEliminar
  15. Cada vez mais as pessoas andam umas insensíveis! :( entristece-me.

    ResponderEliminar
  16. O egocentrismo no seu melhor!
    Por mais triste que seja, é o que existe mais actualmente.

    Beijo

    ResponderEliminar
  17. Nós ouvimos histórias desse tipo todos os dias. Qualquer dia (e já está a ficar próximo se continuarmos com atitudes BRUTAS para com o meio ambiente) vamos andar até à pancada por causa do oxigénio.

    Bem, mas olha aqui:

    A minha avó foi a um bailarico com uma amiga de cadeira de rodas. Algures no inicio a amiga da minha avó fica com sede e como está de cadeira de rodas seria difícil ir comprar água. Ao que a minha avó, após ver uma rapariga da organização dar uma garrafa de água a uma mulher, vai ter com ela e pede-lhe e diz que é para a amiga de cadeira de rodas.
    "Não podemos dar águas para as pessoas até o Presidente chegar".
    Muito bem... a minha avó foi comprar ao café e depois voltou... A meio o Presidente chega e a minha avó, depois de sair da confusão, diz-lhe:
    - Pode dar-me uma garrafa de água? Estou à espera à algumas horas.
    Ele deu e diz muito indignado:
    - Porque é que não pediram antes?
    - Ao que parece, aquela senhora, precisa de uma confirmação sua para poder entregar uma água.

    ... Isto contou a minha avó.

    ResponderEliminar
  18. E qual é o espanto???
    Hoje não estou mesmo com paciência... Parece-me que aqui anda tudo com calma... Tenho inveja de todos...
    Isso parece-me o dia-a-dia, lá fora, na rua, na cidade grande... onde as pessoas se acotovelam por um lugar mais à frente... ou um lugar sentado!!! Onde fazem manobras perigosas com os seus carros, pondo em risco as vidas dos outros!!!
    A nossa sociedade, perdeu os valores... agora todos querem chegar primeiro, chegar mais à frente, chegar mais acima... Não vendo o que vão destruindo na sua busca... neste caso... a miúda foi um atraso no seu dia...
    Eu tenho pena, é que não saibas o que essas pessoas disseram quando chegaram aos seus empregos!!! Pois, seria muito interessante!!!

    ResponderEliminar
  19. Realmente esta gente so sabe olhar para o próprio humbigo -.-'

    ResponderEliminar
  20. Ai que horror!!!! Opa... isto não é normal!!
    Eu ao ver aquele aparato era capaz de me pôr a chorar ou a vomitar... LOL
    Também não ajudava muito mas eu ultimamente tenho andado tão sensível... que já desisti da minha carreira académica por causa disso! :(

    ResponderEliminar
  21. A isso chama-se "Normalidade dos dias de hoje"!
    Admirado ficaria se as pessoas fizessem o contrário. Estamos cada vez mais egoístas, egocêntricos e insensíveis aos problemas dos outros. Nós já provámos por diversas vezes que somos um povo solidário (veja-se o caso da tragédia na Madeira) mas só nas grandes tragédias (o que já não é mau). Se fossemos um bocadinho assim no nosso dia a dia estas situações dificilmente aconteceriam... ;)

    ResponderEliminar
  22. Infelizmente é cada vez mais normal...

    :)

    ResponderEliminar
  23. Vá desmaiar pra casa, olha o caraças.
    Eu quero é o meu galão e a torrada.
    Com um Mundo assim, quem é que pode andar feliz?

    ResponderEliminar
  24. Marquês do Sade,

    Quer-me parecer que sim! :S

    Lampâda mervelha e meninaluaprimavera,

    Bolas, pelo cenário é a ilação mais correcta mas é tão fria... :S

    Serge,

    Como diz um seguidor: máquinas! :S

    Sê bem-vindo ao Roupa Prática!

    Bs of life,

    Por norma sim, mas aqui parece-me que nem isso foi o caso, porque as pessoas estavam com pressa! :S

    A rapariga,

    Tiraste a ilação correcta! Somos o que quiseres! Nesta altura... :S

    Vera,

    Mas pelos vistos aconteceu! :S

    Belinha,

    Ficaste bloqueada, normal! :)

    Suspiro,

    Risos... mas acredita que deve ter sido isso que motivou e a pressa! :S

    Sê bem-vinda ao Roupa Prática!

    Sofia,

    Acho que o egoísmo falou mais alto! :S

    Zen,

    Compreendo o teu raciocínio e de facto é o que vemos nas estradas e afins, mas não me parece que a pessoa que contou esta história estivesse a inventar. ;)

    Kika,

    ;)

    Miss B,

    Sem dúvida! ;)

    Mona Lisa,

    Tens razão, mas eu tenho uma réstia de esperança... :S

    Vasco,

    Pois... confuso!

    Cheiro a ti,

    Estou a ver que sim! :S

    Isabel Lima,

    Infelizmente parece que sim. :S

    Krasiva,

    Sem dúvida!

    Sê bem-vinda ao Roupa Prática!

    Desejo,

    Risos... ora nem mais! ;)

    Sê bem-vinda ao Roupa Prática!

    Pipoca Crua,

    Dizes tudo em um comentário! ;)

    Guida,

    Ainda mais triste vais andar pelo andar da carruagem... :(

    Baldocas,

    É verdade!

    Sofia,

    No verdadeiro sentido da palavra! :S

    Paulo,

    Que históra a tua também! Obrigado por partilhares. E que lição a tua avó deu! São tão sábias...

    Velho do Restelo,

    Palavras assertivas! ;)
    Também tenho pena de não saber como foi os comentários/reacções depois da saída do café. Com um pouco de lata ainda disseram que fizeram o que não fizeram mas que seria suposto! Às tantas... :S

    Rita e Marta,

    E muitas vezes até isso dá trabalho! :S

    Luz (tua),

    Uma desmaiada e outra a chorar e a vomitar, seria o circo montado! LOOL
    Só tu rapariga... :P

    Senhor Geninho,

    Tens toda a razão! ;)

    Ulisses,

    É verdade! :(

    Fresco e Fofo,

    Risos... só tu Fofinho para arranjares piada num post destes! ;)

    Beijos

    ResponderEliminar
  25. Não minha querida, não é inédito, acontece frequentemente no dia a dia. Só quem não trabalha com público das mais variadas classes sociais é que não se apercebe do egoísmo e da frieza de uns e outros para com o "próximo".
    Bj. Bom fim de semana

    ResponderEliminar
  26. Belladonna,

    Mesmo assim quero acreditar que ainda existem pessoas de bem... :S

    Beijo

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...