sexta-feira, 18 de outubro de 2013

[Meu doce]

Se há momento em que estou frágil, desarmada (completamente), e que pode vir um tractor passar por cima que não me mexo nem um centímetro, é quando a minha Zunfinha está triste. Quando ela sofre. Quando começa com aquele beicinho que é sinal que as lágrimas vão sair daqueles olhinhos negros a qualquer instante. Aí sinto-me pequenina, pequenina. É nesses momentos que gostava de poder entrar no corpinho dela para ser eu a sentir todas as oscilações de sentimentos que a invadem. O frustrante, é que acabo também por sentir tudo (do mal menor), mas não há forma de ela ficar imune. Oh, e quisera eu... Não é possível. Sinto-me estupidamente impotente. Completamente impotente. Raios parte a este sentimento que nos corroí por dentro. É que nessas alturas, a única coisa que me resta, é dar-lhe colinho, miminhos (muitos!), e fazê-la sentir-se amada (mais!), e protegida. Fazê-la crer (mais ainda) que dê as voltas que der, este é e sempre será o seu porto seguro, sempre!

14 comentários:

  1. É impossível que se evite que os nossos filhos se sintam assim, assim como é impossível não ficar como tu, desarmada e impotente e sentir que um colo, muito mimo e carinho é pouco para tudo o que queríamos dar.
    Tu sabes, eu sei, que tudo passa mas nos momentos em que acontece, parece que o tempo não se despacha (e bem que podia)!
    Beijocas nossas e desejos de melhores momentos ;)

    ResponderEliminar

  2. Sossega minha querida, vai correr tudo bem!
    As mães são o melhor porto seguro de todos!
    Aliás, basta amar os nossos filhos incondicionalmente... e sermos fiéis à nossa essência!

    A propósito... em dia de 1º ANIVERSÁRIO, há um SELO para ti nos JARDINS DE AFRODITE.


    Beijinhos e bom fim de semana
    (^^)

    ResponderEliminar
  3. Ja me senti assim de todas as vezes ou quase todas que o meu filho chora e realmente nós mães somos isso mesmo, o porto seguro dos nossos filhos que serão sempre os nossos bebés. ;))

    bjs

    ResponderEliminar
  4. Essência, ninguém pode sofrer por eles. Seria óptimo.
    Mas nós também fomos crianças, certo?
    Enche-a de tudo o que ela merece: beijos, abraços, afagos.
    Beijinho para ti.

    ResponderEliminar
  5. Só quem é mãe e ama os seus filhos incondicionalmente entende... EU ENTENDO :)

    ResponderEliminar
  6. E certamente ela irá guardar esses teus abraços na memória, para lhe dar força quando crescer. :)
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
  7. Ser mãe é isso mesmo não é? Deveriam ser todas as mães como tu: um doce de mãe, uma inteligência sublime, porque criar/educar não é fácil mas tu és super!
    Abracinho nas duas!

    ResponderEliminar
  8. Acho que ser mãe é mesmo isso e a única coisa a fazer é mesmo encher os filhos de mimos nos dias menos bons!

    ResponderEliminar
  9. É dar miminho... não cura tudo mas ajuda.

    ResponderEliminar
  10. Esses momentos mais tristes, também fazem parte, e ao estares ao lado dela, estas a mostrar-lhe que o lado positivo de estar de beicinho é ter dose trípla dos mimos da mãe!!

    ResponderEliminar
  11. o mimo não cura mas ajuda a curar tudo*

    ResponderEliminar
  12. olá. o que tem a tua filha? as melhoras para a pequenota e que tudo se resolva, pelo melhor. beijos e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Momentos menos bons como qualquer pessoa. É só isso. ;)

      Eliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...