quinta-feira, 15 de novembro de 2012

E assim se perde qualquer credibilidade...


... Sobre o desfecho da greve/manifestação de ontem (14-11-2012).
A violência, não é sinónimo de razão. Muito pelo contrário. Afinal, somos pessoas indignadas que queremos mostrar através das manifestações o nosso desagrado, mas, de forma cívica? Ou somos animais, em bando, enfurecidos a varrer à lei da força e da insensatez?
Pessoas! Assim há uma igualação inevitável com quem se quer manifestar. Parece-me.

14 comentários:

  1. O problema é que são estes grupos Organizados que nada tem a ver com a luta dos Portugueses, infiltram de uma maneira e fazem cenas de lamentar, foi horrivel o que assisti ontem.
    Bjs

    ResponderEliminar
  2. Sou contra a violência mas muitas vezes as pessoas chegam a um ponto em que é inevitável. Há pessoas sem comida para dar aos filhos, penso que nessa situação até eu (extretamente pacífica com tudo) atirava umas pedras.

    ResponderEliminar
  3. As circunstâncias que levam as pessoas a reagir com violência nem sempre são passíveis de julgamento, muitas são-no sim mas existem outras, como a "o blog da S." nomeou que fazem com que a violência seja uma forma de reacção e não de agressão, quando falta o essencial, quando existem pessoas que precisam do básico e ao qual já não têm acesso, a sua reacção é animal, é primitiva, seguem a lei domais forte e vão à luta, nasce nelas o instinto de sobrevivência.
    Bem sei que não é este o caso, bem sei que são grupos organizados previamente para boicotar o verdadeiro sentido e intuito de uma greve. Bem sei disso mas faltará pouco para que aquele instinto animal e primitivo se rebeldie em milhres de pessoas, espero que não mas tudo indica que sim. E isso vai ser feio de se ver..........porque é injusto. Para todos os lados da equação!

    As melhoras para ti também, põe um saquinho de água quente nas costas ou duches quentes no banho, faz milagres e muitas beijocas nossas agradecidas ;)

    ResponderEliminar
  4. Violência não leva a lado nenhum. Os lojistas e os os dos automóveis que o digam!! Há muito desespero e angustia com tudo o que está a acontecer mas partir tudo o que encontram e espalhar o caos só traz mais problemas!!!

    ResponderEliminar
  5. Odeio violência.
    Mas há momentos que se cai no desespero.
    Não gostei do que vi ontem, de ambas as partes.

    :)

    ResponderEliminar
  6. Eu também sou contra a violência. Mas consigo entender que o desespero de algumas pessoas leve a este tipo de atitude. Por vezes parece que quem nos tira o dinheiro e por fim a dignidade só nos pode ouvir desta forma. Por isso vejo sempre este tipo de situações de uma forma ambigua e se o meu coração me diz que não pode ser assim, desta forma, a razão diz-me e se um dia ficar numa situação limite?!

    ResponderEliminar
  7. Sou contra a violência e contra o que vi ontem, mas pelo que li e ouvi a polícia esteve a levar com objectos durante mais de uma hora, logo isto era de esperar.
    Tenho pena de todos os que foram apanhados no meio sem terem culpa, mas quem luta por uma causa dá a cara, não se esconde por detrás de máscaras ou de lenços. O dia de ontem foi uma vergonha para mim, mas temo que estes actos se tornem cada vez mais frequentes e violentos. Os verdadeiros culpados são os grandes incitadores a estas "manifestações".
    Pergunto-me porque carga de água estavam miúdos no meio disto e qual o proveito de destruir.

    ResponderEliminar
  8. Olá. pelo que tenho lido, foram meia dúzia de pessoas que se aproveitaram disto, para cometerem alguma violência para com os polícias, o pior é que alguns inocentes levaram pelo meio, sem terem culpa alguma. Isto é como no Futebol, só umas 10 pessoas no meio de tantas centenas de pessoas, é que atiram foguetes e sabe-se mais lá o quê. beijos

    ResponderEliminar
  9. Atenção!

    O que se viu ontem, foi um bando a atacar policiais! Agora pergunto: são aos policiais que se devem virar? São aos policiais que se devem descarregar as suas frustrações, as suas maleitas, as suas mágoas, as suas revoltas? São eles, os policiais, que estão a implantar as medidas de austeridade? São os policiais que deixaram o país quase na banca rota? Pois... porém, até mesmo àqueles que, efectivamente são "culpados", se devia fazer o que fizeram ontem. Porque como disse no post, violência, não é sinónimo de razão, não senhor!! :(

    ResponderEliminar
  10. Concordo !
    Acho que todos têm o direito de se manifestar e tal, mas chegar a este ponto, acho que perdem a razão toda!

    ResponderEliminar
  11. Fiquei tão chcada.Mais do que com o Sr,Pixá;).
    Não estava à espera de tanta violência.Por uns pagam os outros!

    ResponderEliminar
  12. Acredito que o que aconteceu ontem partiu de grupos de infiltrados que não têm que ver com o movimento que se estava a manifestar na altura.
    Contudo se tudo fosse sempre pacífico muita história não teria acontecido até hoje. Chega a uma altura em que não posso condenar alguém que se exalta porque sente que já não tem nada a perder. E os polícias naquele contexto representam O sistema, nestes casos é normal que sejam alvos já que não se consegue chegar aos verdadeiros culpados, não é que concorde mas é assim mesmo.

    ResponderEliminar
  13. há pessoas que vão para estas manifestações com este propósito, criar confusão!

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...