terça-feira, 10 de abril de 2012

Eu e as minhas convicções!


Há duas coisas que sempre disse que faria caso fosse mãe. Primeiro, não impor religião ao meu bebé. Ou seja, baptizá-lo e afins. Segundo, furar as orelhas caso tivesse uma menina sem que fosse ela a manifestar tal vontade.
Pois bem, tive uma bebé, linda como tudo. Logo no início, algumas pessoas questionavam-me, do porquê de não furar as orelhas da criancinha. Depois de dar a conhecer a minha perspectiva sobre o assunto, tinha pessoas que entendiam, outras que não. Podem imaginar o quão preocupada ficava, oh oh!
Neste momento, tem 6 anos e, baptizá-la, até à data, não o fiz e nem vou fazê-lo! Ela quando crescer que siga a religião que se identificar, ou não.
Furar as orelhas, aconteceu neste Domingo que passou (8 Abril). Ela já nos dois anos anteriores tinha-me pedido, no entanto, pensei que seria ainda prematuro, e assim sendo, deixei amadurecer a ideia por mais uns tempos. No Domingo (depois de mais algumas tentativas nas semanas anteriores), muito segura de si disse, "mamã, quero furar as orelhas, posso?" - Expliquei-lhe todo o processo. Ela muito compenetrada fixou toda a informação a que estava a ser "bombardeada". Lá fomos ao shopping. Nas ourivesarias já não furam. Agora só nas farmácias. Pois bem, lá fomos (um apontamento importante: os furos estão caros como tudo!! Segundo eles, oferecem o furo, mas em contrapartida, os brincos são vendidos à unidade e não aos pares. :S Pois, os da Zunfinha foi 6,50€. Logo, paguei 13€. Porém, tinha lá brincos desde os 4,50€ a 50€. A cada unidade... obviamente que podem "oferecer" os furos todos e mais alguns que quiserem. Quando penso que quando furei as minhas, paguei nem 3€ chegou e foi um par de brincos. De facto há sítios que pensam que põe areia para os olhos dos clientes. O oportunismos anda ao rubro mesmo. Oh gentinha, livra!), e ela portou-se a altura. Ouviu a explicação da farmacêutica, sentada com as mãoszinhas a agarrar a cadeira, um pouco nervosa mas contendo-se por não o demonstrar. Depois, lá furou as orelhas sem um ai sequer. Quando elas terminaram (sim, elas. Têm a táctica de ser duas a furar ao mesmo tempo. Achei bestial. Poupam tempo e sofrimento às crianças), uma das farmacêuticas perguntou "então, doeu?" - A Zunfinha muito tímida sai da cadeira e vem agarrar-se às minhas pernas (pensei logo, "pronto, vai chorar" - mas que nada!) e responde-lhe baixinho, "doeu as orelhas mas portei-me bem, não portei-me mamã?" - Orgulhosa enchi-lhe de beijinhos-miminhos-abracinhos, e disse-lhe que se tinha portado como gente grande!

35 comentários:

  1. Tao linda *.*
    Uma mulherzinha já =)

    ResponderEliminar
  2. Muito linda. Que mais posso dizer???? =)

    ResponderEliminar
  3. Linda a tua menina.
    Eu também sou apologista de furar as orelhas quando elas manifestar esse desejo.
    Eu furei com 10 anos porque pedi a minha mãe.
    Bjstos

    ResponderEliminar
  4. Portou-se muito bem a sua filha, ela não deve dar trabalho ao tomar injeções.
    A respeito de suas convicções, não poderia estar mais de acordo em não batizá-la ainda. Chegamos em um estágio da vida em que queremos tomar nossas próprias decisões e, como fui batizado em Igreja Católica, quando resolvi batizar-me em outra, muitos comentaram que eu estava a profanar o meu batismo de criança, que já tinha uma religião e, para quem está com seus catorze anos, ouvir certos absurdos é bastante constrangedor. Tanto que não consegui firmar-me em tal religião e acabei por batizar-me em outra. Tive três batismos! Sou um profano. ahah.

    ResponderEliminar
  5. olá. tens aí uma princesinha muito forte. Eu odeio agulhas e injecções. beijos e um abraço

    ResponderEliminar
  6. Já te disse que a tua Zunfinha é linda? pois volto a dizê-lo. E as tuas convicções são exactamente as minhas, à parte do meu filho ser rapaz, não quer dizer que um dia não venha com a ideia disparatada de furar as orelhas :)

    ResponderEliminar
  7. Oh, a Zunfinha é mesmo um amor. :)
    Beijinho*

    ResponderEliminar
  8. Oh tão fofa :D
    Eu acho bem, que ver bebés de meses com orelhas furadas, é dose.. é isso e aquelas fitas gigantes num cabecinha pequenina...

    ResponderEliminar
  9. Acho que fizeste lindamente.
    Isso são opções do foro pessoal que apenas o próprio as deve tomar se sentir essa necessidade!
    Estás de parabéns.
    E que querida que foi a tua filhota ao ser valente desta forma.
    Beijos,

    ResponderEliminar
  10. só te digo que se portou melhor que muita boa gente grande que anda por aí....
    Ganda Zunfinha!!!!!
    bjs Zunfinha linda és mulher e basta!!!
    :)

    ResponderEliminar
  11. Esquecendo todo o processo e o valor, adorei.
    Parabéns à Zunfinha.

    :) desejo

    ResponderEliminar
  12. Partilho das tuas convicções.

    A liberdade é poder escolher. A prática de uma religião deve ser uma opção pessoal. A mais velha foi baptizada com 10 anos porque me pediu. A mais nova tem 14 e ainda não manifestou qualquer intenção nesse sentido.

    Beijo

    ResponderEliminar
  13. Que fofa! A minha pequena furou pq quis com 6 anos, mas quase precisei chamar o exército para controlá-la na cadeira do farmacéutico.
    bjos

    ResponderEliminar
  14. Gostei de ler o post e apetece-me dizer... "De facto, ninguém é de ninguém".
    Nem mesmo os nossos filhos são "nossos". Educar, sim... Passar os melhor valores, sim... mas achar que são nossa propriedade e que lhe devemos impor questões que devem ser de livre arbítrio, não!! :)

    beijo
    Sutra

    P.S.: A Zunfinha já tem segundo nome... Coragem! :P

    ResponderEliminar
  15. Estou mesmo desatualizada...Não fazia ideia que agora é na farmácia:)

    ResponderEliminar
  16. Não sabia que agora só se podia furar nas farmácias..
    Os meus pais fizeram exactamente como tu. Não me baptizaram nem me furaram as orelhas. Eu até à data nunca acreditei em Deus e assim como a Zunfinha quis furar as orelhas...
    Em relação a essa GRANDE menina, assim é que é. Cheia de garra! :)

    ResponderEliminar
  17. Ohhh coisa mais fofa! A minha mãe fez o mesmo comigo em ambas as situações, tanto que ainda não sou baptizada...


    Beijinho*

    ResponderEliminar
  18. A tua ZUnfinha é tao querida.
    kis .=) e as minhas netas nao tem a orelhas furadas pk tb ainda nao se manifestaram para tal
    kis :=)

    ResponderEliminar
  19. No meu tempo não se ia nem ao ourives nem à farmácia, eram duas pedras de gelo e uma agulha aquecida no fogão!
    Modernices!

    ResponderEliminar
  20. Oh tão querida!
    Eu penso exactamente da mesma forma que tu.
    Só furei as orelhas às minhas princesas quando elas me pediram.
    Já os meus pais comigo fizeram igual, só furei as orelhas quando pedi ( tinha 10 anos) e fui baptizada quando pedi também (tinha 7 anos).
    Beiinho essencia.

    ResponderEliminar
  21. Ó mulher,nós somos almas gémeas,só pode.Também,nada de a pipoca levar com água benta(?) em cima,sem autorização da dita pipoca pois está claro!Olha,se ela quiser adorar vacas?E nada de brincos.Até me arrepio quando vejo recém nascidos com bolas douradas nas orelhas...m-e-d-o!!

    ResponderEliminar
  22. Fizeste bem! eu só furei as minhas orelhas com 11 anos! e porque quis claro... beijo

    ResponderEliminar
  23. Idem, idem a tudo, o pior é que teho um acérrimo (e diga-se, falso) seguidor da religião católica cá em casa que teima em querer baptizar a menina porque tem de ser sem me dar mais explicações. Andamos numa luta de poder constante. Nisso de furar as orelhas, somos os dois da mesma opinião, se ela pedir e nós tivermos a certeza que é isso mesmo que quer, então faremos a vontade mas para já não!
    E que menina Zunfinha mais corajosa, não admira...sai à mamã!
    Beijocas nossas ;)

    ResponderEliminar
  24. Tão fofa!
    A minha sobrinha também quis furar as orelhas aos 6 anos, e depois não deixava rodar os brincos nem trocar (porque se não aquilo cola) até que infectou e agora já lhe passou e tens os furos fechados. Daqui a uns anos, ela volta a furar.

    Já eu quando era pequena pedi à minha mãe para furar, mas quando vi a senhora com a pistola na mão, pernas para que te quero fugi dali para fora!!!! Anos mais tarde voltei ao mesmo sitio e já fui corajosa!

    ResponderEliminar
  25. A tua menina portou-se muito bem!!!
    Pessoalmente acho um atentado que furem as orelhas quando são bebés,e crianças pequenas.E já assisti a situações em que a primeira orelha fura-se, já a segunda é um Deus me acuda, com a criança aos berros e a mãe a agarrar e a pessoa que faz o furo a dizer algo como "é só mais um bocadinho...."

    ResponderEliminar
  26. Concordo contigo em relação à questão da religião. E quanto ao furar as orelhitas bem... fiz isso quando a minha menina ainda era muito pequenina... sempre gostei de ver e poderia ter optado como tu e ter deixado ela escolher, mas não resisti :)
    Coisas tontas.

    Mas aceito e sou da mesmo opinião em que há assuntos que devemos deixar a própria pessoa (criança) a decidir quando tiver idade para tal.

    Fizeste muito bem e a tua Zufinha portou-se lindamente. Deve de estar SUPER orgulhosa dela mesma.

    Um beijo doce meu para ela :)

    ResponderEliminar
  27. Miúda,

    :D

    Sim, cresce a olhos vistos! ;)

    Tânia,

    Obrigada! ;)

    L.O.L.,

    O que quiseres. ;)

    Nokas,

    :D

    abspinola,

    Fizeste bem, assim como a tua mãe. ;)

    Christian,

    Isso é que foi um lufa-lufa. ;)

    apenas umas letras,

    Obrigada! Deixa lá que eu também tenho receio das agulhas.

    Sê bem-vindo! ;)

    Tanita,

    Obrigada! :)

    Tens que estar preparada se caso isso acontecer.

    maris,

    :D

    Sofia,

    ;)

    Palavra,

    Pois... cada um sabe de si e dos seus que lhes compete. ;)

    mfc,

    Obrigada! :)

    estrela,

    Risos... concordo! :)

    desejo,

    Obrigada ;)

    NI,

    Tantas coisas em comum que temos de facto. :)

    marcela,

    Fartei-me de rir com o teu relato. É por essas situações que agora optam por serem duas a furar em simultâneo. ;)

    Sutra,

    E apeteceu-te bem! ;)

    aprenderaorganizar,

    Também eu não sabia até no Domingo que fui lá com ela. ;)

    Gypsy,

    Obrigada! :)

    Pretty,

    Estamos em sintonia, portanto. :)

    Avogi,

    E tens uns netos lindos como tudo também! :)

    Enfant,

    Posto o teu comentário, ainda bem que os tempos mudaram nesse sentido. Experimenta lá furar assim como relatas e quero ver se ainda escreves MODERNICES. :P

    Yellow,

    :)

    Paula,

    :D

    Beu,

    É sempre bom quando temos oportunidades de escolha. ;)

    Mamã,

    Estou a ver que sim. ;)

    Petra,

    Tem logo outro sabor quando assim é! :)

    Karochinha,

    Obrigada!

    Bem, quanto a essa "divergência" que têm, tens que ver o que é melhor para vocês. :)

    Sónica,

    Doida! O que já me ri! :P

    Inês,

    De facto há situações que podem ser evitadas! ;)

    Paula,

    Noto-te num misto mas, compreendo-te! :)

    Kiss

    ResponderEliminar
  28. Os meus pais tiveram o mesmo pensar, fui baptizada aos 7 anos porque pedi e só furei as orelhas ao 13 porque foi quando quis!E irei aplicar o mesmo sistema aos meus filhos...

    ResponderEliminar
  29. Olá, ´só cheguei ao teu blog hoje!
    A minha M também quer furar as orelhas e está tão convicta que só visto. 6 anos cheios de certezas (eu só furei aos 14). Será que podes dizer onde foste e a que farmácia? Já fui a duas que não fazem isso.
    Obrigada!

    ResponderEliminar
  30. Olá Helena Moura! :)

    Claro que posso dizer onde fui furar as orelhas da minha Zunfinha. Mesmo com esta pausa no blog...
    Então, não sei de onde és mas, basta ires ao Cascaisshopping (onde fui), e, na parte inferior do shopping, junto à restauração, mais concretamente perto da C&A, na parte de fora tens à tua disposição a farmácia. Lá fazem os furos e eles, são bastante atenciosos com os meninos (as). Fiquei convencida, e a Zunfinha, saiu de lá sem chorar e com orelhas furadas! :)

    Sê bem-vinda! ;)

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...