sexta-feira, 3 de maio de 2013

In Loco


Sinto-me assim, como o título do post. Só que com a única diferença que o meu corpo está lá mas a minha alma não. Posso estar em todos os sítios, posso estar com várias pessoas, pessoas distintas, momentos distintos, mas só. Pois tenho-me vindo a sentir a falar para a parede. Como se o que eu dissesse ninguém entendesse. Como se os acontecimentos que se passam só eu, eu é que dou a real importância - talvez o cerne esteja aí, dar a real importância -, pois é assim que os sinto, só eu a dar a real importância. Mas eles têm a sua importância. Eles reflectem nas nossas acções, nas nossas emoções, na nossa essência, logo, têm a sua real importância, caramba! É estranho estarmos rodeados de pessoas e sentir que estamos só. Só na análise reflectida. Só nas acções. Só no caminho a percorrer. Só. Sinto-me grotesca quando o que quero, é ser invisível. 

12 comentários:

  1. Como te compreendo...
    Às vezes dizem-me que eu dou importância a mais a situações que não passam de coisa nenhuma. é desnecessário, mas eu sinto assim e não consigo desligar-me do que acho que é importante para mim, embora não o seja para os demais.
    Queres ser invisível? Ora então não comentes, agarra no telefone e desabafa com quem não tem nada a ver com o assunto, assim alivias na mesma e muitas vezes quem está de fora tem outra percepção da qual não conseguimos enxergar. (isto é o roto a falar do nu - apesar de que já me deu jeito algumas vezes)

    ResponderEliminar
  2. Olá. A SuperSónica tem razão, em tudo. Subscrevo o que disse na segunda parte. Desabafa. Já eu não posso falar tudo, ainda para mais quando quero falar de uma pessoa, porque essa pessoa lê o meu blog...tentei esconder o blog dela, mas conhece-me tão bem que o encontrou. Enfim... beijos e um bom fim de semana. Força e um abraço

    ResponderEliminar
  3. Quando não somos compreendidos ficámos sempre sós, ficamos sempre perdidos porque parece que tudo à nossa volta fecha a cara e não nos quer ouvir e mesmo que oiçam não percebem o que vai dar ao mesmo. Se calhar ao invés de quereres ser invísivel já o és e esse é talvez o problema maior!

    ResponderEliminar
  4. Levar as coisas muito a sério, mesmo que sejam sérias, acaba por nos prejudicar porque mais ninguém parece entender a seriedade do problema.
    Eu aprendi a levar muitas coisas, mas mesmo muitas, na "desportiva". Apesar de algumas parecer só que as levo assim mas na realidade preocupam-me um bocadinho mais (mas só um bocadinho).
    Relaxa e tenta ver tudo por outra perspectiva.

    ResponderEliminar
  5. Pequena Princesa "...só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos. Os homens esqueceram essa verdade, mas tu não a deves esquecer. Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas." (Antoine de Saint-Exupéry)

    ResponderEliminar
  6. Quando me sinto incompreendida, penso que pelo menos compreendo-me.

    ResponderEliminar
  7. também ando assim, Essência a vida não é fácil e o convivio com as pessoas tem alturas que parece que ninguém faz sentido...
    vai passar... espero eu
    bjs

    ResponderEliminar
  8. A paz começa com um simples gesto.
    Vem do coração e alimenta a nossa alma .
    A magia da vida consiste em derramar a paz por onde passamos e
    nesta passagem acrescento meu carinho a você
    que percorre comigo as trilhas perfumadas e coloridas da existência.
    Deus abençoe você poderosamente :Um feliz final de semana.
    Beijos no coração afagos na sua alma.

    ResponderEliminar
  9. Tantas vezes me sinto assim, incompreendida pelo mundo que me rodeia. Só no meio da multidão.. beijinho, isto será certamente uma fase

    ResponderEliminar
  10. Também sofro do mesmo mal. Rodeado de pessoas, mas só!!

    :)

    ResponderEliminar
  11. Já me aconteceu... Apenas gostamos de ser ouvidos e muitas vezes não dão a tal importância e não percebem que precisamos que nos oiçam...

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...