sexta-feira, 26 de setembro de 2014

Hoje, escrevem vocês!


12 comentários:

  1. O verbo "querer" implica não ter, não possuir, não alcançar. Logo que se tenha, possua ou alcance o que se queria e já se conseguiu, passam-se a aplicar outros verbos, como o manter, estimar, cuidar, amar, respeitar, confiar, etc, etc, etc, dentro destes parâmetros....(se é que me fiz entender)!
    Mimos de bom fim de semana ;)

    ResponderEliminar
  2. Sometimes you get what you want, sometimes you get what you need.
    Quando consegues o que queres e lutas para tal, podes elevar a fasquia a partir desse patamar e fazer da coisa conquistada o salto intermédio para outro alvo novo. Ou mudar o rumo, tirando partido do que conseguiste ou não.
    Esta questão deu-me mais reflexão do que aquilo que transponho aqui, porque é algo que tive de responder a mim própria. :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. A resposta é dupla, pode ser que sim, pode ser que não! Por vezes só depois de se obter algo é que se percebe o que realmente se obteve, podemos ser surpreendidos pela positiva como pela negativa!

    ResponderEliminar
  4. Oi Essência

    Quando consigo continuo a querer, mas tenho consciência de que a busca é de certa forma mais prazerosa do que o encontro e o caminho mais essencial do que a chegada, portanto, não deixo de querer, continuo com o que conquistei, mas ponho logo no lugar da busca que acabou, outra busca nova, para que novos caminhos sejam percorridos.

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Por vezes achamos que sim mas não é bem verdade, porque as prioridades, a vida, os objectivos mudaram no processo. O importante é não ser obcecado, gozar o caminho até chegar lá e ir fazendo um balanço para perceber se o que queriamos à partida continua a ser o que continuamos a querer. Porque o caminho não é continuo, cada escolha leva-nos a um caminho diferente com outro destino. E depois há a velha questão de que o que queremos pode não ser o que precisamos. É preciso muita lucidez, muito auto-conhecimento, muita honestidade.

    ResponderEliminar
  6. Felizmente, tem sido sim! Talvez ajude o facto de não ser uma pessoa "insatisfeita" ou demasiado exigente, e por não demorar mais do que o razoável a conseguir o que quero :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  7. Gostei muito, muito mesmo de ler as vossas perspectivas. Obrigada! ;)

    ResponderEliminar
  8. Pois... Estou num "dilema" desses.

    Há coisas que às vezes demoram tanto a conseguir, que quando as conseguimos já não é a mesma coisa. Por mais que as desejássemos... Digo eu, sei lá!

    ResponderEliminar
  9. Já aconteceu, sim, esta grande verdade.

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...