quarta-feira, 7 de maio de 2014

Só ferro?

O que pensar de alguém que consegue partir a cabeça das mudanças? Deixo a vosso critério, contudo, aponto esse alguém: euzinha. Como aconteceu, ou como fiz? Não sei. Não faço a mínima. O que sei, a certeza que tenho, é que tenho o coisito partido. E, aquela merda assim partida, não dá muito jeito (e eu que tenho a mania de estar com a mão em cima do dito enquanto estou a conduzir, mesmo que não tenha que fazer nada), assim como quando o assunto é mudar as mudanças, ui, torna-se outro facto assim, de caras. É que magoa. É que incomoda. Uma porcaria. Uma droga, vá.

8 comentários:

  1. Eh pá principalmente o facto de incomodar :S

    ResponderEliminar
  2. Nem imaginas o que já me ri por associar este teu post a outro "assunto"....taras minhas, não ligues mas tinha de escrever, pode ser que te provoque alguma gargalhada também e por isso já vale!

    Agora a sério, já me aconteceu, não partir mas desencaixar e ter de andar sem essa peça fundamental, é complicado, por isso entendo a tua frustração, sim!
    boa condução e cuidado, acima de tudo!
    Beijocas ;)

    ResponderEliminar
  3. Maria,

    ;)

    as duas na letra,

    Tem que ser, tem que ser. ;)

    Miss Purple,

    Sim, mas penso que aqui é tudo junto mesmo, bolas! ;)

    Enfant,

    Risos... gosto tanto! Mas, pelos vistos, tenho que abrandar no consumo. ;)

    Karochinha,

    Quando terminei o post tive a noção que muitos de vocês podiam levar o texto para aí, mas mesmo assim optei por pagar para ver. Pelo que leio dos comentários, até correu bem, vá. ;)

    ResponderEliminar
  4. Existem só as "cabeças" que podes substituir...

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...