terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Admiradora(s) da Pipoca que me desculpe(m), sim?

Estava nas ruelas do Chiado quando uma rapariga surge diante de mim assim muito sem jeito a perguntar se eu sabia onde ficava o Bazaar Chiado. Disse-lhe que não sabia. Não convencida tentou outra abordagem. Se sabia onde ficava a loja da Pipoca. Respondi-lhe novamente que não. Voltou à carga. A Pipoca, mas a mais doce (!). Eh, pá! Aquilo já me estava a irritar. Porque se demonstro que estou disponível para ajudar quando me pedem ajuda (mesmo as abordagens abruptas, como esta), obviamente que quando não sei, não vou inventar (aqui pelos vistos era preferível). E quando digo à primeira, em bom português, pior ainda. Com aquela minha cara de «qual a parte que não percebeste ainda que não sei onde fica o raio da loja!», virei-me e disse-lhe calmamente: "peço desculpa se não consigo ajudá-la. Pergunte a outra pessoa. Pode ser que tenha mais sorte. É que nem sou daqui, veja lá". - A rapariga parecia que estava só programada para ouvir aquilo que gostava de ouvir (a rua da loja), porque parecia que o que eu lhe tinha acabado de dizer, tinha ido para o ralo. "Mas nunca ouviu falar? Não tem blog? É que sabe, quem tem blog sabe quem é!" - A fulana estava completamente descompensada e eu lhe tinha saído na rifa (está visto). Volto a pôr aquela minha cara e penso: "chega de palhaçada!" - Olho bem fixamente para ela e digo-lhe: "Erro de casting da sua parte. Como lhe disse, não sei! E, se de facto é um sítio obrigatório de se saber, pela sua insistência, talvez seja eu que esteja mal. Digo, em não ter essa loja no meu roteiro. Enfim... Olhe, boa sorte." - Virei costa e deixei-a ali com aquela cara de sapo.
Pela insistência, acredito que não saiu do Chiado sem conseguir encontrar a dita loja. Se não conseguiu, nem quero imaginar o trauma ou drama (já nem sei) da moça. Penso que para tudo tem que haver limites, se é que me faço entender.

27 comentários:

  1. Mais uma básica (não pelo simples facto de ler esse blogue).

    ResponderEliminar
  2. não podia escrever melhor , que básica.

    Paulinha

    ResponderEliminar
  3. LOL imagino o teu ar! Ora, tu tens tanta obrigação em saber onde fica a loja quanto ela. Há com cada personagem...

    ResponderEliminar
  4. Ah, eu não perdoava, à segunda insistência fazia-a ir dar uma volta a Sta Apolónia, parar na Ajuda e voltar pela Mouraria...ainda hoje lá andava à procura da dita loja!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bastava mandá-la para dentro do Bairro Alto - ficava entretida umas boas horas! LOL

      Eliminar
  5. Pipocas? Gosto. É um vício como chocolate e amendoins, como até acabar. :-D
    Pena ela não ter encontrado o meu ex-chefe: uma vez estava com ele em Londres quando uma senhora lhe perguntou se sabia onde ficava uma estação de metro. Ele com o seu perfeito inglês lá explicou a meia dúzia de quarteirões que a senhora tinha que percorrer. Quando vi que do outro lado da estrada havia uma estação de metro ri-me para dentro. Mas não podia desdizer o meu chefe porque "chefe é chefe!". E andar até faz bem à saúde :-D
    Se calhar essa menina precisava de uma explicação inventada, sim. Um passeio até ao Rato, pelo menos :-D

    ResponderEliminar
  6. Quando a senhora insistisse na parte da Pipoca, eu respondia-lhe... GET A LIFE! Ah, espetava-lhe uma unha - verdadeira e não de gel! - no meio da testa! :-)

    ResponderEliminar
  7. Oh essência, que chatice!
    Mesmo sério não sabes onde fica a loja da Pipoca?!? Eu também... e nada interessada em saber :)

    POC tem razão... mais uma básica :)

    ResponderEliminar
  8. Mas que vontade de lhe mandar à fava...
    Como a Gata disse lá em cima, mandava-a para uma rua qualquer e ela que se desenrascasse ahahahahah

    ResponderEliminar
  9. UHM... pipocas para mim...é salgadas... sal e pimenta qb.. doces...tb não conheço...
    Se calhar sou estranho...igualmente...

    ResponderEliminar
  10. Uiiii, quer dizer que a loja da Pipoca já faz parte dos roteiros, tipo Jerónimos ???
    lol lol lol

    ResponderEliminar
  11. Quem é a Pipoca?

    (se não te importas que eu pergunte...)

    :)

    ResponderEliminar
  12. Nem sabia que a moça tinha uma loja, mas também não vou lá ver.

    ResponderEliminar
  13. Acredito que foi a lisboa só para ir ao bazar chiado, ahah, que burrice!

    ResponderEliminar
  14. Lá insistente era ela, se calhar queria a tua companhia até à dita loja e ir andando a trautear futilidades contigo....gostou de ti, que fazer?
    Ahahahahah, agora a sério, devo ser uma extraterrestre porque já ouvi falar nessa tal da Pipoca mas nem sei porque é que é tão "famosa" e se tem lojas ou não e do quê.
    Haja a santa da paciência......arre!
    Acho que não tinha tanta, sou franca!

    Beijocas nossas ;)

    ResponderEliminar
  15. Ó Essência, a comunicação social (foi notícia de TV o aniversário do blog desta Pipoca, eu vi) é culpada destas futilidades e de as pessoas quererem dar e entender que até conhecem as pseudo vips do burgo.
    A pergunta que o Ulisses´fez no comentário é a mais provável para deixar alguém desconcertado.
    Mas tu foste 5*.
    Olha, se fosse eu, e porque não gosto nada da Pipoca, mas adoro PIPOCAS, faria a pergunta do Ulisses.
    Enfim, gente minuscula.
    Beijinho

    ResponderEliminar
  16. Quando vou a Lisboa, ando sempre pela zona do Chiado, e ainda não descobri a loja. Mas também nunca perguntei onde era, e se queres que seja sincera, nem faço intenções disso. Se por acaso encontrar a dita, tudo bem. Se não encontrar, não fico sem sono por causa disso.

    ResponderEliminar
  17. Coitada da Pipoca... a miúda é que sofria de um atraso.

    ResponderEliminar
  18. Se a rapariga encontrou a loja, imagina o que tiveram de aturar também! :P

    ResponderEliminar
  19. Ai essa loja deve ser um ponto de encontro de nível...categoria!!!

    ResponderEliminar
  20. POC,

    Uma personagem. Só visto mesmo. ;)

    As duas na letra,

    ;)

    Karina,

    Eu própria tive a percepção do ar que fiz, mas a rapariga pelos vistos nem estava para aí virada. Estava vidrada no propósito dela. ;)

    Enfant,

    Tivest e piada e entendo a tua perspectiva. Mas por norma sou assim como descrevi (só se tiver no pior dos meus dias é que é de fugir, risos). Gosto de agir com os outros da forma que gosto que ajam para comigo. Pois as acções ficam sempre para quem as pratica. No entanto, de facto a rapariga estava a conseguir-me tirar do sério. Tanto que no fim respondi-lhe da forma que respondi e deixei-a ali, a falar sozinha, literalmente. :)

    Yellow,

    Que mauzinho o teu ex-chefe. :P Mas passo para ti o mesmo que respondi ao Enfant. ;)

    Gata,

    Então a fulana tinha sorte. Por estes lados é tudo natural. A começar pelas unhas. ;)

    Maria XL,

    LOL ;)

    Sónica,

    Risos... estou a ver que vocês são uns sacaninhas do pior! ;) Mas numa coisa têm razão: a fulana era muito à frente!...

    Eu sou Eu,

    Oh pá, vocês! Eu gosto de pipocas doces no cinema. Em casa, salgadas. Vai-se lá entender. ;)

    Na Província,

    Admira-te que qualquer dia não faça mesmo. ;)

    Ulisses,

    Aqui tens a resposta: http://apipocamaisdoce.sapo.pt/
    Boas leituras! ;)

    O blog da S.,

    E pelos vistos é super conhecido. ;)

    Catarina,

    Pois, essa informação a mocinha não fez passar. Mas, pela reacção, não me admirava não. ;)

    Karochinha,

    Risos... às vezes até eu fico admirada comigo mesma. Mas tenho o pensamento que passei no comentário que deixei ao Enfant e quando assim é, as coisas saem fluido. Só se tiver mesmo num dia não. ;)

    cantinho,

    Pois, se tivesse fingido que não sabia o assunto tinha ficado arrumado ali (ou não, risos). Mas é daquelas coisas que saem fluido no momento e nem estás a pensar que vais apanhar uma personagem daquela. Nem nos pesadelos. ;)

    Mamã,

    De facto não é normal.

    Inês,

    Estou a ver. ;)

    S*,

    Coitada da Pipoca porquê (não percebi)? A rapariga era mais uma cliente ávida por ir consumir no seu estabelecimento. Portanto, a Pipoca só iria ganhar com isso.

    Maria,

    Pois.

    Miss S.,

    Também. Mas acredito que tenha gasto o que tenha e não. Não tens noção da aflição da rapariga em querer encontrar a loja. Enfim. :S

    Nada,

    Deve ser uma loja como tantas outras. Digo eu. ;)

    ResponderEliminar
  21. Se tivesses inventado as direções tinhas evitado este diálogo e despachado logo a moça. Para a próxima já sabes :)

    ResponderEliminar
  22. Ó Essência. não é que hoje, fui passei no centro comercial onde está o Continente, e, em frente às caixas, tm
    em uma loja de artigos (fantásticos) para cabeleireiros, esteticistas, e venda ao público. Perdi lá 30 minuots, a deliciar-me com a variedade. De repente, quando´estava prestes a sair da loja, vejo uma prateleira só de verniz das unhas.
    Fiquei pasmada a olhá-los...É que estava escrito na embalagem isto "A Pipoca mais doce", by Inocos...
    Aqui,um link:

    http://tulsicosmeticsonline.com/category/407-inocos-outonoinverno-2014-pipoca-mais-doce.aspx

    ResponderEliminar
  23. Vee,

    Como escrevi em cima, este comportamento é de mim. ;)

    cantinho,

    Risos... imagino a tua cara e, melhor ainda, lembraste-te logo logo aqui desta tonta da Essência e do seu post taralhoco. ;)

    Quanto ao acontecido, acredito que sim e, ainda bem para a Pipoca. É sinal que está em alta. ;)

    ResponderEliminar

"Eu não escrevo em português. Escrevo eu mesmo".♥ - Fernando Pessoa

A essência que queres partilhar comigo é?...